Pesquisar

Artigos...

Sabia Que...

  • Links de Interesse

  • Glossário

      Bookmark and Share  Imprimir

    A

    Absorção: processo pelo qual os nutrientes e outras substâncias que fazem parte da constituição dos alimentos, atravessam o tubo digestivo e entram em circulação sanguínea.
    Acção laxante - promoção dos movimentos intestinais.
    Ácidos biliares - substâncias que fazem parte da constituição da bile ou bílis.
    Ácido gordo - unidade básica dos lípidos/gorduras. Substância formada por cadeias de carbono ligadas ao hidrogénio e uma pequena quantidade de oxigénio. De acordo com a sua estrutura química classificam-se em ácidos gordos saturados, monoinsaturados e polinsaturados.
    Ácidos gordos saturados - ácidos gordos que contém uma ligação simples. Estão presentes em alimentos como lacticínios de elevado teor em gordura, gordura de constituição das carnes, peles de aves, produtos de salsicharia/ charcutaria, gema do ovo, manteiga, margarina/cremes para barrar, óleos de palma e coco e alimentos processados (óleos parcialmente hidrogenados). Podem ser responsáveis pelo aumento dos níveis de colesterol sanguíneo.
    Ácidos gordos monoinsaturados - ácidos gordos que contêm uma ligação dupla. Estão presentes nos alimentos de origem vegetal (azeite, óleo de amendoim), alguns de origem animal (banha) e têm capacidade de diminuir os níveis de colesterol sanguíneo.
    Ácidos gordos polinsaturados - ácidos gordos que contêm pelo menos duas ligações duplas e que o organismo não tem capacidade de produzir. Classificam-se em duas famílias: ómega 3 e ómega 6. Óleos vegetais como milho, girassol, soja e sésamo, gordura de constituição das aves, frutos secos, óleo de peixe, e alguns peixes (sardinha, salmão, cavala) são fontes alimentares deste tipo de ácidos gordos.
    Actividade enzimática - conjunto de processos e/ou actuações no organismo desenvolvidos por enzimas.
    Actividade Física: Todo o movimento corporal de que resulte dispêndio energético. Inclui actividades de vida diária como a lide da casa, ida às compras, trabalho.
    Aditivo alimentar - substância que é adicionada aos alimentos em pequenas quantidades, para manter, melhorar ou conservar as suas características, não alterando nem melhorando o valor nutritivo.
    Álcool - também denominado álcool etílico ou etanol, resulta da fermentação dos açúcares presentes em numerosos produtos de origem vegetal (uvas, cereais, raízes…)sob a influência de microrganismos, nomeadamente leveduras. É um componente característico das bebidas alcoólicas (considerado não nutritivo). Fornece ao organismo cerca de 7kcal por cada grama.
    Alimentação - conjunto de acções através das quais o indivíduo procura, adquire, prepara e consome os alimentos.
    Alimento - produto que deriva de plantas ou animais e que pode ser ingerido e degradado, total ou parcialmente, pelo tubo digestivo em nutrientes, que são utilizados pelas células nos seus processos, permitindo o crescimento, desenvolvimento e manutenção de um organismo saudável.
    Alimento funcional - alimento similar em aparência aos alimentos convencionais, que é consumido como parte da alimentação diária normal, demonstra ter efeitos fisiológicos benéficos e/ou redução nos riscos de doenças crónicas, para além de apresentar as funções nutricionais normais. São exemplos o leite enriquecido com esteróis vegetais, ómega 3, o pão enriquecido com fibras, entre outros.
    Amido - também conhecido por glícido ou hidrato de carbono complexo é constituído por várias unidades de glicose. Este tipo de hidrato de carbono fornece energia ao organismo de uma forma lenta e por um período de tempo mais longo que os glícidos simples. As principais fontes alimentares são cereais e derivados (trigo, centeio, milho, arroz, farinha, massa, pão,…), tubérculos (batata, mandioca,…) e leguminosas (feijão, grão de bico, fava,.. .).
    Aminoácido - unidade básica das proteínas. Classifica-se em não essencial e essencial, segundo a capacidade ou não do organismo humano poder sintetizá-lo.
    Aminoácido essencial - aminoácido que o organismo não consegue sintetizar e para cobrir as necessidades fisiológicas tem de o ingerir através dos alimentos. Encontram-se em alimentos de origem animal como carnes, pescado, ovos, leite e seus derivados.
    Anemia - descida do número de eritrócitos (glóbulos vermelhos) do sangue circulante ou do seu conteúdo de hemoglobina, para valores inferiores aos normais.
    Anorexia nervosa - doença do comportamento alimentar, caracterizada por um distúrbio psiquiátrico, manifestada pela recusa de alimentação, provocando o emagrecimento muito rápido. Relaciona-se com a distorção da imagem corporal, medo de engordar e várias pressões sociais, sendo frequentemente associada à puberdade.
    Antioxidante - substância que previne ou impede a destruição das células do organismo humano, uma vez que inibe/neutraliza os efeitos nocivos dos radicais livres (substâncias produzidas naturalmente pelo metabolismo celular). As vitaminas C, E e o selénio são exemplos de substâncias que possuem propriedades antioxidantes.
    Antropometria - ciência que avalia o estado físico através do peso, altura e proporções do corpo humano, incluindo perímetros, diâmetros e impedância bioeléctrica.
    Apetite - desejo natural de comer, especialmente quando em presença de alimentos.
    Arteriosclerose - espessamento e endurecimento das paredes das artérias que inclui também a formação das placas de ateroma.
    Ateroma - depósito lipídico, amarelado, grumoso, formado na parede interna das artérias. A placa ateromatosa pode calcificar-se ou ulcerar-se.
    Aterosclerose - doença crónica caracterizada pelo anormal espessamento e endurecimento da parede das artérias, resultando na perda de elasticidade.
    Atrofia - diminuição do tamanho de tecidos, órgãos ou corpo.
    Avaliação nutricional - avaliação de vários factores que influenciam ou reflectem o estado nutricional. Os instrumentos utilizados incluem inquéritos alimentares, exames físicos (sinais clínicos), antropometria e análises bioquímicas.

    B

    Bem-estar - forma como o indivíduo avalia a sua vida e inclui variáveis como a satisfação com a vida, a satisfação conjugal, a ausência de depressão e ansiedade, bem como a presença de emoções e estados de espírito positivos.
    Bile - substância produzida pelo fígado e armazenada na vesícula biliar, que é lançada para o intestino delgado aquando da chegada de alimentos, cuja função é preparar gorduras e óleos para a digestão. A sua função é auxiliar a digestão.
    Biodisponibilidade - quantidade de um dado nutriente que é efectivamente absorvido e disponibilizado para o normal funcionamento do organismo.
    Benigno - tumor em que o crescimento pára espontaneamente ou que pode ser removido cirurgicamente sem causar perigo para a saúde.
    Bulimia nervosa - doença do comportamento alimentar, caracterizada pela ingestão de grandes quantidades de alimentos ao mesmo tempo (voracidade alimentar), seguida de estados purgativos, associados a sentimentos de culpa e vergonha, através da indução do vómito, uso abusivo de laxantes e diuréticos. Relaciona-se com ideias erradas sobre alimentação e medo de engordar.

    C

    Cafeína - substância excitante do sistema nervoso central.
    Cálcio - mineral mais abundante no organismo, que existe principalmente nos ossos e dentes.
    Calcitonina - hormona produzida pela tiróide que baixa os níveis sanguíneos de cálcio, inibindo a sua libertação do osso.
    Calibre vascular - diâmetro interior dos vasos sanguíneos.
    Caloria – unidade de medida em que se exprime a energia fornecida pelos nutrientes que fazem parte dos alimentos, e que o nosso organismo utiliza para realizar todas as suas funções. Mede-se em kilocalorias (Kcal) ou kilojoules (kcal = 4,184 kJ. Apenas os hidratos de carbono, proteínas, lípidos e álcool etílico fornecem calorias.
    Caloria vazia - termo usado para denominar alimentos que contribuem para fornecer energia, mas que não fornecem proteínas, vitaminas e minerais. São assim de baixa densidade nutricional e os mais comuns são o açúcar, as gorduras e o álcool.
    Capilar: um tubo muito fino que transporta o sangue pelo corpo.
    Cancro - doença caracterizada por crescimento anormal de células do organismo
    Característica organoléptica - característica ou propriedade do alimento que identificada pelos sentidos. São exemplos, cheiro, cor, sabor e textura de um alimento.
    Carcinogénico - substância que provoca o desenvolvimento de cancro.
    Cardiopatia - alteração da estrutura ou função do coração.
    Célula - unidade básica dos organismos vivos, que contém material genético e sistemas de sintetização de vários compostos. Têm a capacidade de captar determinados compostos e eliminar outros, consoante a sua função.
    Célula adiposa - célula de gordura.
    Célula neoplásica - célula que constitui tumores.
    Celulose - tipo de fibra alimentar, presente nos cereais e farinhas pouco processados, fruta e zonas mais fibrosas dos hortícolas. Tem a capacidade de aumentar a velocidade do trânsito intestinal, assim como o volume das fezes.
    Cirrose - doença caracterizada por alteração das células hepáticas, provocando sua solidificação, conduzindo desta forma à perda das suas funções. Geralmente aparece associada ao alcoolismo.
    Coagulação - transformação do sangue numa massa gelatinosa.
    Colesterol - substância que se encontra nas membranas celulares de todos os tecidos animais e é necessária para a produção de bile e de hormonas.
    Condimento - qualquer substância que serve para temperar, aromatizar ou colorir alimentos. A maioria não tem propriedades nutritivas. E também conhecido como tempero.
    Condição Física: Conjunto de parâmetros como a resistência, a elasticidade e a força, que caracterização a aptidão individual para praticar actividade física
    Congénito - presente desde a nascença, mas não necessariamente hereditário.
    Córtex supra renal - parte periférica da glândula supra-renal que segrega hormonas que têm sobre a sua dependência a maior parte dos grandes metabolitos do organismo.
    Corticóide - sinónimo de corticosteróide.
    Corticosteróide - hormona segregada pelo córtex supra-renal.
    Cromossoma - cada um dos elementos essenciais do núcleo celular que, pela sua afinidade para os corantes básicos, podem tornar-se visíveis durante a divisão celular. O número de cromossomas é fixo em cada espécie animal ou vegetal. No Homem, o número de cromossomas é de 46.

    D

    Densidade energética - conteúdo energético por grama de alimento.
    Densidade nutricional - conteúdo de nutrientes/nutrimentos de um alimento, expresso em relação ao conteúdo energético (exemplo: mg por 1000kcal).
    Densidade mineral óssea - densidade do osso em g por centímetro quadrado, usado para avaliar a quantidade de osso após o período de desenvolvimento estar terminado/ completo.
    Densitometria óssea - avaliação da densidade do osso através da absorção de raios x produzidos por um aparelho próprio (DXA).
    Desidratação - estado que resulta da diminuição excessiva da água nos tecidos orgânicos, devido a insuficiente ingestão de líquidos, sudação excessiva, vómitos ou diarreia.
    Desporto: Actividade física envolvendo competição regulamentada. Em muitos países europeus, o termo “desporto” inclui tanto o exercício como a prática de actividade física de lazer.
    Digestão - transformação dos alimentos ingeridos em substâncias mais simples, ao longo do tubo digestivo, através de processos mecânicos e químicos.
    Dispepsia - digestão difícil e dolorosa; qualquer que seja a causa.
    Distúrbio alimentar compulsivo: quem sofre de distúrbio alimentar compulsivo passa o dia a comer, come excessivamente às escondidas ou sente-se incapaz de controlar a comida que ingere.
    Diverticulite - inflamação dos divertículos, causada pelo metabolismo bacteriano.
    Divertículo - cavidade em forma de saco, anatómica ou patológica, que é projectada através da parede intestinal para fora do intestino.
    Diverticulose - presença de numerosos divertículos na mucosa de um ou mais órgãos, nomeadamente do cólon.
    Dose Diária Recomendada (DDR) - estabelecido pela União Europeia, representa a quantidade mínima diária de vitaminas e minerais, recomendada para satisfazer as necessidades de um indivíduo adulto.

    E

    Edema - presença de líquido excessivo nos espaços intercelulares (entre células) dos tecidos corporais.
    Endorfinas: produtos químicos produzidos no cérebro, que são libertados quando fazemos exercício. As endorfinas anulam a dor e fornecem uma sensação de bem-estar.
    Edulcorante - toda substância natural ou sintética, que substitui o açúcar comum (sacarose). Usado para adoçar alimentos, bebidas e medicamentos.
    Efisema pulmonar - perda de elasticidade pulmonar provocando dificuldades respiratórias.
    Energia - (ver caloria)
    Enriquecido - (ver fortificado)
    Enzima - tipo de proteína que tem como função facilitar e acelerar as reacções celulares.
    Epidemiologia - componente investigacional de saúde pública que estuda a distribuição e os factores determinantes de saúde e doença em populações.
    Esofagite - inflamação do esófago.
    Esteatose hepática - doença vulgarmente designada por “fígado gordo”, corresponde Ô sobrecarga de gordura nas células hepáticas que revela degenerescência celular ou infiltração simples.
    Estrogénios - tipo de hormonas que estão directamente relacionadas com o crescimento, desenvolvimento, comportamento (na puberdade) da mulher, regulação no ciclo reprodutivo (menstruação e gravidez) e afectam muitas outras partes do corpo humano tais como, ossos, pele, cérebro entre outras.
    Estilo de vida saudável - estilo de vida que pode proporcionar a um indivíduo, um nível óptimo de saúde física e mental.
    Etanol - ver álcool.
    Excreção - processo pelo qual o organismo humano se liberta de produtos (resíduos), resultantes do metabolismo celular.
    Exercício: Actividade física voluntária, planeada e estruturada, para melhorar a condição física e a saúde

    F

    FAO - Food and Agriculture Organization (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação).
    Factor de risco - factor associado com a elevada frequência de uma determinada doença! condição, mas não comprovado como sendo a causa dessa doença! condição.
    Fermentação - decomposição enzimática de material orgânico, especialmente dos hidratos de carbono/ glícidos. .
    Fibra alimentar - substância parcialmente absorvida! digerida pelo organismo que se encontra em alimentos de origem vegetal- cereais e seus derivados pouco refinados, leguminosas, fruta e hortícolas. Apesar de não fornecer energia intervém na regulação e promoção do bom estado de saúde. De acordo com a sua solubilidade em água classifica-se em fibra solúvel ou insolúvel.
    Fibra insolúvel - tipo de fibra alimentar que não se dissolve no ambiente intestinal e que as bactérias intestinais não conseguem fermentar. Encontra-se em farelos de cereais, nozes, amendoins, e na maioria da fruta e hortícolas. É responsável por aumentar o bolo fecal, produzindo fezes mais macias, ajudando a um bom funcionamento intestinal.
    Fibra solúvel - tipo de fibra alimentar que forma um gel com água, e que é fermentada pelas bactérias intestinais. Encontra-se em leguminosas secas e frescas, vários farelos, alguma fruta (maçã, banana), hortícolas (cenoura) e batata. Ajuda a regular os níveis de glicose e colesterol sanguíneos e promove a saciedade pela espécie de gel que forma no estômago.
    Flavonóides - grupo de substâncias contidas naturalmente em alimentos de origem vegetal (ex: maçã, alho, cebola…) que possuem propriedades antioxidantes.
    Flora intestinal - conjunto de microrganismos presentes no intestino, responsáveis pelo seu correcto funcionamento.
    Fortificado - todo alimento ao qual foi adicionado um ou mais nutrientes essenciais contidos naturalmente ou não no alimento, com o objectivo de reforçar o seu valor nutritivo e/ou prevenir ou corrigir deficiência(s) demonstrada(s) em um ou mais nutrientes, na alimentação da população ou em grupos específicos da mesma. São exemplos cereais enriquecidos com vitaminas e minerais, leite adicionado de ómega-3 e sumos de fruta com adição de fibras.
    Fructose - principal hidrato de carbono simples (não hidrolisável) conhecido como “açúcar da fruta” e encontra-se na fruta, mel e em alguns vegetais.

    G

    Galactose - tipo de hidrato de carbono simples, produzido pela hidrólise da lactose na presença de enzimas digestivas.
    Galactosemia - doença genética rara, caracterizada pela presença de galactose em quantidades excessivas no sangue. O excesso deve-se à falta das três enzimas que intervêm no metabolismo da galactose, o que torna impossível a sua transformação em glicose assimilável. Quando não é detectada à nascença, provoca lesões cerebrais irreversíveis e atraso no crescimento.
    Gastrite - inflamação do estômago.
    Gastronomia: arte de cozinhar com o objectivo de proporcionar o maior prazer aos que comem. E ainda reconhecida como a comida típica de determinada região.
    Gene - partícula elementar de um cromossoma, constituída essencialmente por ácido desoxirribonucleico (ADN) e que é responsável pela transmissão hereditária de um carácter.
    Glícidos - ver hidratos de carbono.
    Glicocorticóide – tipo de corticóide que aumenta a activação do metabolismo dos hidratos de carbono/ glícidos, lípidos/ gorduras e proteínas e intervém em reacções anti-inflamatórias, anti-alérgicas, diminuição das reacções imunitárias entre outras.
    Glicose - unidade básica dos hidratos de carbono/glícidos, conhecido vulgarmente como “açúcar sanguíneo”, é uma importante fonte de energia para os organismo vivos.
    Gorduras - ver lípidos.
    Gorduras hidrogenadas – gorduras que sofreram reacções baseadas na adição de hidrogénio aos ácidos gordos insaturados resultando na produção de ácidos gordos.
    Graduação alcoólica – volume em percentagem de álcool puro que existe num litro dessa bebida. Exprime-se em graus e varia de bebida para bebida. Significa, por exemplo, que 1 litro de vinho com 12º, tem 12% de álcool puro, ou seja, 0,12L ou120ml de álcool e 880 ml de água.

    H

    Hábitos alimentares – consumos alimentares de um indivíduo ou grupo de indivíduos, em resposta a influências fisiológicas, patológicas, culturais e sociais.
    Hormona - substância que pode ser produzida por diversas glândulas endócrinas, regulando e desempenhando numerosas funções fisiológicas específicas ao nível de diversos órgãos.
    HDL (Iipoproteína de alta densidade) - tipo de lipoproteína que transporta o colesterol das células periféricas para o fígado para que possa ser degradado.
    Hepatite - inflamação do fígado causada por vírus, álcool, drogas ou outras toxinas.
    Hepatopatia - doença do fígado.
    Hidratos de carbono - igualmente denominados por glícidos, são substâncias orgânicas formadas por átomos de carbono, hidrogénio e oxigénio. Encontram-se nos cereais e seus derivados, tubérculos, fruta e alimentos que contêm açúcar. Constituem a principal fonte de energia para as actividades diárias do organismo humano. Cada grama fornece 4kcal.
    Hiperglicemia - elevação dos níveis de glicose sanguínea.
    Hiperglicemia hiperosmolar - acumulação excessiva de glicose que se verifica em doentes diabéticos, impulsionada por sangue hipertónico e desidratação.
    Hipertónico - solução cuia tensão osmótica é superior à do sangue.
    Hipoglicemia - níveis baixos de glicose sanguínea.
    Hipotiroidismo - diminuição da produção de hormonas pela tiróide conduzindo a aumento de peso.

    I

    IMC (índice de Massa Corporal) - indicador mais usual para determinar se o peso de um indivíduo se encontra abaixo, entre ou acima dos valores normais (através de uma relação com a altura). Para calcular o IMC, divide-se o peso actual, em kg, pelo quadrado da altura em metros. Não é adequado para a avaliação do peso saudável em atletas, idosos e mulheres grávidas, uma vez que não entra em consideração com a massa magra ou a estrutura corporal.
    Impedância bioeléctrica – técnica precisa de análise da composição corporal que utiliza uma corrente eléctrica pequena para analisar a quantidade de água e gordura corporal. A gordura e o osso são fracos condutores de electricidade enquanto os tecidos com conteúdos ricos em Ruidos e electrólitos são bons condutores.
    Incidência - número de casos novos de uma doença ou condição, que surgem numa dada população durante um período de tempo determinado. Descreve a ocorrência de casos novos de doença/condição.
    Índice glicémico – indica a rapidez com que um hidrato de carbono eleva os níveis de glicose (açúcar) no sangue. Quanto mais processado/refinado é um alimento, mais alto é o índice glicémico.
    Inorgânico - substância que não contém carbono.
    Insulina - substância (hormona) produzida pelo pâncreas, cuja função principal é incorporar a glicose sanguínea nas células do organismo humano.
    Insulinodependente - indivíduo que necessita da administração de insulina para que a glicose seja incorporada nas células do organismo.
    Intolerância alimentar – reacção adversa a alimentos, causada por mecanismos não imunológicos, nomeadamente contaminantes (corantes, bolores, níquel, partes de insectos.. .), mecanismos farmacológicos (endógenos e exógenos), doenças gastrointestinais (estrutura anormal, deficiências enzimáticas) e reacções psicológicas, entre outros. Os sintomas mais frequentes são cansaço, distensão abdominal ou convulsões.

    K

    Kilocalorias - ver caloria.
    Kilojoule (KJ) – ver caloria.

    L

    lactose - tipo de hidrato de carbono presente no leite, composto por uma molécula
    de glicose e uma de galactose. Vulgarmente conhecido como “açúcar” do leite.
    lacto-vegetarianismo - sistema alimentar baseado na ingestão de alimentos de origem vegetal, leite e seus derivados, com exclusão de todos os outros alimentos de origem animal.
    lesão - qualquer alteração de uma estrutura orgânica, que se deve distinguir da perturbação ou da doença que dela sejam causa ou consequência.
    LDL (Iipoproteína de baixa densidade) - tipo de lipoproteína composta essencialmente por colesterol e constitui um factor de risco para as doenças cardiovasculares.
    Lípidos - vulgarmente conhecidos por gorduras, são compostos orgânicos constituídos por carbono, hidrogénio e oxigénio. Encontram-se em alimentos como azeite, óleos vegetais, banha de porco, natas, manteiga, margarina/cremes para borrar, e também na gordura de constituição das carnes, pescado e lacticínios. São Fundamentais para o crescimento e manutenção dos tecidos do corpo, desenvolvimento do cérebro e visão, transporte de vitaminas e protecção contra golpes e traumas. Cada grama fornece 9 kcal.
    Lipoproteínas -Iípidos associados a proteínas que servem de veículos de transporte para lípidos na linfa e sangue.

    M

    Macronutrientes - nutrientes que o organismo necessita em grandes quantidades, fornecem energia e correspondem a glícidos/hidratos de carbono, lípidos/gorduras e proteínas.
    Malnutrição - estado de nutrição insatisfatório que resulta da subalimentação, superalimentação, alimentação desequilibrada ou assimilação inadequada.
    Marinada - conjunto de temperos, elaborado com um elemento ácido (vinagre, vinho ou outro sumo de fruta), água e condimentos que ajudam a romper as fibras mais duras dos alimentos. Além de amaciar, serve para temperar.
    Massa magra – quantidade de tecido livre de gordura. Inclui músculos, ossos, órgãos, tecidos conectivos, pele e outras partes do corpo.
    Massa muscular – quantidade de tecido do organismo que corresponde a tecido muscular.
    Membrana celular – barreira que envolve todas as células do organismo, composta principalmente por lípidos e proteínas.
    Metabolismo – conjunto de reacções químicas que ocorrem nas células. Engloba as reacções de catabolismo (degradação de substâncias complexas) e de anabolismo (formação de substâncias complexas a partir de substâncias mais simples).
    Metabolismo basal - energia mínima necessária para manter as funções vitais do organismo humano quando este se encontra em repouso absoluto.
    Metabolito - produto intermediário que resulta da transformação de uma substância química no organismo durante um processo metabólico.
    Micronutrimentos - nutrientes que o organismo necessita em pequenas quantidades, não fornecem energia e correspondem às vitaminas e minerais.
    Minerais - substâncias inorgânicas, não fornecedoras de energia, indispensáveis ao organismo humano em pequenas quantidades. Encontram-se numa grande variedade de alimentos de origem animal e vegetal. São exemplo cálcio, fósforo, magnésio, sódio, potássio, zinco, ferro entre outros e que contribuem para a conservação e renovação dos tecidos, para o bom funcionamento das células nervosas (cérebro), intervindo num número considerável de reacções que ocorrem no organismo.
    Miocárdio – músculo cardíaco.
    Miocardiopatia - doença que afecta o miocárdio.
    Moléculas: minúsculas partes de uma substância
    Monossacarídeo - unidade básica que constitui os hidratos de carbono/glícidos.
    Mucosa - membrana de revestimento das cavidades naturais do organismo, cuja superfície está sempre ligeiramente húmida.

    N

    Necessidades energéticas – quantidades de calorias que um indivíduo necessita de ingerir diariamente, variando em função da idade, sexo e actividade física.
    Necrose – morte patológica de uma ou mais células, ou de uma porção de tecido ou órgãos, resultante de alterações irreversíveis.
    Nefropatia – doença renal.
    Neoplasia - designação atribuída aos tumores.
    Neuropatia – doença que atinge os nervos.
    Nitroglicerina - substância utilizada no tratamento da angina de peito.
    Normotenso – indivíduo que apresenta a tensão arterial dentro dos valores normais.
    Nutrição - processo contínuo, involuntário e automático que inclui a alimentação, processos metabólicos através dos quais o organismo recebe e utiliza os nutrientes provenientes dos alimentos, e a excreção, todos necessários para a manutenção, desenvolvimento e normal funcionamento do organismo.
    Nutrientes – são substâncias orgânicas ou inorgânicas que constituem os alimentos. Pertencem a este grupo: as proteínas, os hidratos de carbono (glícidos), os lípidos (gorduras), as vitaminas, os minerais, as fibras alimentares e a água.
    Nutriente essencial – nutriente que não é sintetizado (produzido) pelo organismo e que só pode ser fornecido através da alimentação.

    O

    Obesidade andróide – tipo de obesidade caracterizada pela acumulação de gordura na zona abdominal- “forma de maçã”.
    Obesidade ginóide – tipo de obesidade caracterizada pela acumulação de gordura na zona das coxas – “forma de pêra”.
    Oligoelementos - substâncias inorgânicas, pertencentes aos minerais, não fornecedoras de energia, indispensáveis ao organismo humano em quantidades muito pequenas. Engloba: cobre, crómio, ferro, flúor, iodo, manganésio, molibdénio, selénio e zinco. Encontram-se nas carnes, vísceras, pescado e leguminosas.
    OMS - Organização Mundial de Saúde.
    Organismos geneticamente modificados (OGM’s) – organismos aos quais se alterou o material genético, com o objectivo de obter uma característica especial, que o organismo inicial não possui. São exemplos dessas características, tornar as espécies mais resistentes às doenças, às condições climatéricas, fomentar um crescimento mais rápido, intensificar o sabor. A soja, milho, tomate, batata entre outros, são alimentos já comercializados.
    Osteo-artrite – sinónimo de artrose. Inflamação das articulações, caracterizada pela degeneração da cartilagem da articulação e de ossos adjacentes, que pode causar dor e rigidez.
    Osteomalácia - doença do adulto, caracterizada pelo amolecimento generalizado dos ossos que sofrem deformações dolorosas, ligada a um défice da sua mineralização e consequente risco aumentado de fracturas. Resulta principalmente da deficiência de vitamina D.
    Ovo-Iacto-vegetarianismo - sistema alimentar baseado na ingestão de alimentos de origem vegetal, leite e seus derivados e ovos, com exclusão de todos os outros alimentos de origem animal.
    Oxidação - reacção química que envolve a perda de electrões, geralmente envolve a participação directa do oxigénio e é um processo importante no qual os componentes dos alimentos são utilizados pelo metabolismo do organismo.
    Oxigénio: gás incolor que se encontra no ar, do qual dependemos para viver

    P

    Pâncreas - órgão que produz substâncias endócrinas (hormonas) e exócrinas (enzimas) que vão ser fundamentais na regulação dos níveis de glicose e importantes intervenientes no processo de digestão, respectivamente.
    Pancreatite aguda - inflamação do pâncreas que se desenvolve rapidamente e tem curta duração.
    Papilas gustativas: grupos de células presentes na língua, que indicam se a comida é salgada, doce, ácida ou amarga.
    Paratormona (PTH) - hormona segregado pelas glândulas paratiroideias, que desempenha uma função essencial no equilíbrio fosfo-cálcio do organismo (elevação da taxa do cálcio sanguíneo, aumento da eliminação do fósforo pela urina). É utilizada para corrigir determinadas descidas anormais do cálcio sanguíneo.
    Parte edível - peso do produto que pode ser integralmente utilizado como alimento, isto é, desprovido de materiais que se rejeitam por serem inutilizáveis, quer no momento de preparação do produto, antes ou durante as operações culinárias, quer no prato ao ser consumido. Expressa-se em percentagem.
    Patologia - parte da medicina que estuda as doenças do ponto de vista clínico e anatómico.
    Patológico - relativo à patologia ou a uma doença.
    Psicólogo: especialista capacitado para tratar doenças da mente ou do corpo, falando e escutando.
    Placas arterioscleróticas - acumulações de conteúdo lipídico nas paredes do interior das artérias.
    Polidipsia - sede excessiva.
    Polifagia - fome excessiva.
    Polióis - hidratos de carbono simples, com poder adoçante, consideravelmente nutritivos, que não são completamente absorvidos e metabolizados, contribuindo assim com menor número de calorias que os denominados açúcares simples. Presentes de forma natural em alguns alimentos (amora, mirtilo, maçã, entre outros), podem ainda ser produzidos industrialmente (malitol, sorbitol, xilitol…) de modo a obter produtos com valor energético baixo. Os mais frequentes na alimentação são o xilitol, sorbitol, manitol, maltitol, isomalte e lacticol. O consumo excessivo destas substâncias pode produzir efeitos laxativos.
    Poliúria - produção excessiva de urina.
    Polissacarídeo - cadeia de hidratos de carbono/ glícidos com 10 ou mais unidades.
    Porção - quantidade de alimento usualmente consumida, numa determinada refeição, por um indivíduo.
    Prebióticos - hidratos de carbono não digeríveis (geralmente oligossacarídeos) que promovem o crescimento das bifidobactérias intestinais. Afectam de forma selectiva a flora intestinal, melhorando as suas características e exercendo assim um efeito benéfico na saúde. Os frutoligossacarídeos e a inulina são exemplo de prebióticos. Encontram-se presentes no trigo, centeio, espargos, cebola, alho, banana e raízes de chicória.
    Prega cutânea - forma de avaliar a quantidade de gordura que um indivíduo tem, baseando-se na suposição que 50% da gordura corporal se encontra na camada subcutânea.
    Prevalência - número de casos de uma doença, ou condição, presentes numa dada população, num dado momento. Descreve a existência de doença ou condição (número de casos).
    Probióticos - microorganismos vivos que exercem efeitos benéficos para a saúde. Melhoram a microflora intestinal, reduzem a inflamação, com consequente diminuição da apetência alérgica, favorecem a imunidade intestinal e reduzem a actividade de alguns microrganismos carcinogénicos. Lactobacillus, Bifidobacterium, Streptococcus e Saccharomyces são exemplos de probióticos e existem muitas formas de os integrar em produtos industriais: sozinhos ou combinados com outros microrganismos em alimentos, medicamentos ou em suplementos da dieta. São geralmente adicionados a alimentos como iogurtes e outros leites fermentados.
    Proteínas - substâncias constituídas por carbono, hidrogénio, oxigénio e azoto que fazem parte da constituição dos alimentos. São constituídas por sequências de unidades mais pequenas denominados aminoácidos. Encontram-se na carne, pescado, ovos, leite e seus derivados e leguminosas. São substâncias responsáveis pelo crescimento, manutenção e reparação dos órgãos, tecidos e células do organismo e fornecem energia – 1 g de proteínas fornece 4 kcal – no entanto só são utilizadas para esse fim se faltarem os restantes nutrientes energéticos.
    Proteínas de alto valor biológico - proteínas que possuem aminoácidos em quantidades e proporções adequadas às necessidades do organismo. Caracterizam-se por uma sequência preferível para o organismo aproveitar, e encontram-se nos alimentos de origem animal (lacticínios, carne, pescado e ovos).
    Proteínas de baixo valor biológico - proteínas que não possuem aminoácidos em quantidades e proporções adequadas às necessidades do organismo, ou seja, podem constituir uma boa fonte proteica mas na sua composição faltam alguns aminoácidos essenciais. Encontram-se nos alimentos de origem vegetal como cereais, leguminosas frescas (ervilhas, favas) e secas (grão de bico, feijão e lentilhas).

    Q

    Qualidade de vida - percepção de um indivíduo em relação à sua vida, no seu contexto cultural e sistema de valores e relativamente aos seus objectivos, expectativas, padrões e preocupações. Trata-se de um conceito muito vasto, afectado de forma complexa pela saúde da pessoa, o seu estado psicológico, nível de independência, relações sociais, convicções pessoais e a sua relação com as principais características do seu meio.
    Quantidade de álcool - gramas de álcool presentes em determinado volume de bebida com determinado grau alcoólico.
    Quimioterapia - tratamento feito à custa de químicos para inibir o crescimento ou destruir as células cancerosas.

    R

    Radicais livres - substâncias resultantes do metabolismo celular, que provocam danos nas células do organismo, podendo contribuir para o desenvolvimento de várias doenças.
    Refeição - acto de alimentar de acordo com as horas do dia, a quantidade ingerida, a presença ou ausência de companhia no acto de comer, a qualidade dos alimentos ingeridos, ou a combinação da quantidade com o intervalo de tempo. Exemplo: pequeno-almoço, lanche, almoço, jantar, ceia.
    Regime alimentar - alimentos e bebidas ingeridos por uma pessoa.
    Regime alimentar saudável - regime alimentar que proporciona a um indivíduo um estado de saúde óptimo, ou seja, que contribui para melhorar e proteger a saúde e reduzir o risco de desenvolver doenças relacionadas com alimentação.
    Risco - probabilidade de ocorrência de um acontecimento, por exemplo uma doença, ou morte de um indivíduo, no decurso de um dado período de tempo, ou idade.

    S

    Sacarose - vulgarmente designada por açúcar, é o composto mais abundante dos açúcares, constituído por uma unidade de glicose e uma de frutose. E a forma mais frequente de transporte de glicose nas células vegetais.
    Saciedade - plena satisfação do apetite.
    Saúde - situação de bem-estar físico, mental e social, e não meramente a ausência de doenças.
    Sede - necessidade fisiológica de ingerir água.
    Sedentarismo - falta ou grande diminuição da actividade física, não sendo relacionado com a falta da prática de exercício físico. Do ponto de vista da Medicina Moderna, o sedentário é o indivíduo que gasta poucas calorias por semana com actividades ocupacionais.
    Simbióticos - substâncias com características pré e probióticas simultaneamente.
    Síndroma metabólica -
    presença simultânea de três das seguintes complicações no mesmo indivíduo: perímetro da cinta >88cm nas mulheres e > 102cm nos homens, HDL <50mg/ dl nas mulheres e <40 mg/ dl nos homens, triglicerídeos >= 150mg/ dl, glicose sanguíneaem jejum >=110mg/ dl e pressão arterial sistólica >= 130 e diastólica >=85mmHg, para ambos os sexos.
    Sistema circulatório – conjunto de vasos sanguíneos que transportam o sangue bombeado pelo coração. Dele fazem parte as artérias, as veias e os capilares sanguíneos.
    Sistema gastrointestinal – conjunto de órgãos que compõem o tubo digestivo. Dele fazem parte: boca, glândulas salivares e parótida, esófago, estômago, vesícula biliar, pâncreas, intestino delgado e grosso e ânus.
    Sistema imunológico – sistema de defesa do organismo. Conjunto organizado de substâncias que defende o organismo de ameaças tanto externas (ex:vírus) como internas (ex: substâncias tóxicas dos alimentos).
    Suco -líquido proveniente de secreções orgânicas, sendo exemplo o suco gástrico, o suco intestinal e o suco pancreático.
    Substâncias carcinogénicas – substâncias capazes de induzir o desenvolvimento de cancro.
    Suplementação - adição artificial de nutrientes à alimentação.

    T

    Tecido - grupo de células organizadas de forma a exercer uma função específica.
    Tecido adiposo – grupo de células adiposas cuja função é a de acumulação de energia sob a forma de gordura.
    Tensão arterial – força que o sangue exerce na parede das artérias. Expressa-se habitualmente em milímetros ou centímetros de mercúrio (mmHg ou cmHg).
    Tensão osmótica – pressão desenvolvida por uma solução colocada em presença de um solvente puro, do qual se separa por uma membrana semi-permeável, e que determina a osmose.
    Teor – quantidade.
    Trombo - massa de consistência gelatinosa ou firme, formada pela coagulação intravascular do sangue, em qualquer ponto do aparelho circulatório e que provoca a obstrução parcial ou completa.
    Trombose - formação de um trombo no interior de um vaso sanguíneo ou de uma cavidade cardíaca.
    Tumor - crescimento anormal de tecido que forma uma massa sem função.

    U

    Úlcera péptica - lesão da mucosa esofágica, gástrica ou duodenal ocasionada pela acidez do suco gástrico.
    UHT - ultrapasteurizado.

    V

    Valor biológico - qualidade da proteína caracterizada pela quantidade de azoto proteico que é retido para crescimento e manutenção. Expressa-se em percentagem de azoto que é digerido e absorvido.
    Valor energético - quantidade de calorias fornecida ao organismo.
    Vegan - indivíduo que pratica o vegetarianismo.
    Vegetarianismo - sistema alimentar baseado na ingestão de alimentos de origem vegetal, com exclusão de todos os alimentos de origem animal.
    Via nasal - através do nariz.
    Via subcutânea - através da pele.
    Vitaminas - substâncias que, embora não forneçam energia, são indispensáveis para o crescimento e manutenção do equilíbrio do organismo. Têm funções específicas e encontram-se numa grande variedade de alimentos, quer de origem animal, quer de origem vegetal. Conforme a sua solubilidade classificam-se em lipossolúveis (solúveis na gordura) e hidrossolúveis (solúveis na água).
    Vitaminas hidrossolúveis - vitaminas solúveis em água e que são eliminadas naturalmente pelo organismo. Englobam a vitamina C e as do complexo B. Existem sobretudo em alimentos ricos em água, (fruta e hortícolas), leguminosas, cereais pouco refinados e pescado.
    Vitaminas lipossolúveis - vitaminas solúveis em gordura e que são armazenadas
    no organismo, podendo provocar intoxicações quando ingeridas em excesso. Englobe as vitaminas A, D, E e K. Existem em alimentos ricos em gordura (lacticínios e pescado com elevado teor em gordura, fígado, óleos de peixes), bem como em hortícolas de cor verde escura ou alaranjada.

    w

    WHO - World Health Organization (ver OMS).