Pesquisar

Artigos...

Sabia Que...

  • Links de Interesse

  • Adoçante

      Bookmark and Share  Imprimir

    Fazem mal, fazem bem,  substituem ou não o açúcar?

    Os adoçantes são uma boa alternativa para diabéticos, obesos e são utilizados pelo público em geral como substitutos do açúcar (sacarose) em bebidas como o café, chá e também são incorporadas numa vasta gama de produtos de calorias reduzidas ou isentas de açúcar como as bebidas sem álcool, sobremesas e alimentos processados. Uma vez que não são cariogénicos (promotores da cárie dentária), desempenham um papel adicional como adoçantes em produtos “amigos dos dentes” como as pastilhas elásticas sem açúcar. Contudo por não acrescentarem volume aos alimentos nem terem as propriedades físicas da sacarose (açúcar da cana), não podem ser usados para a confecção caseira, como, por ex. para fazer bolos ou compotas. Quanto ao fazer bem ou mal existem umas Guidelines que determinam as ADI ou seja ingestão diária aceitável.

    Quantos tipos de adoçantes existem? Há uns melhores do que outros?

    Existem os adoçantes intensos e os nutritivos, Os adoçantes intensos são a sacarina (E954), Aspartame(E951), Acesulfame de potássio (acessulfame K) (E950), ciclamato de sódio e cálcio (E952), taumatine(E957), Neohesperidina DC (NHDC) (E959).

    - Li num artigo numa revista científica que há diferentes tipos de adoçantes mais aconselhados para grávidas, crianças acima do peso, diabéticos e hipertensos. É assim?  Há essa distinção? Para mais grupos de pessoas?

    Por exemplo o Aspartame  como é constituído por  02 aminoácidos tendo uma fonte de fenilalanina não é aconselhado para quem sofre de fenilcetonúria, os ciclamatos de sódio e cálcio não serão aconselhados para hipertensos. A ADI máxima para a sacarina é de 5mg/Kg de peso corporal / dia, o que, para um adulto de 60Kg, é equivalente a 20 comprimidos de sacarina diários (menos, para uma criança). Para as pessoas que gostam de cosias doces, este nível de ingestão não é difícil de atingir, especialmente se também forem consumidos alimentos e bebidas contendo sacarina, e os estudos sugerem que algumas pessoas, em especial crianças podem excedê-lo

    Que cuidados há a ter com a introdução dos adoçantes na dieta alimentar?

    O ideal é diversificar entre os vários tipos de adoçantes existem estudos que demonstram que a sacarina p. ex poderia provocar cancro de bexiga em ratazanas de laboratório nos finais da década de 1970, quanto aos ciclamato eles foram banidos no Reino Unido até 1996 devido a preocupação quanto a sua capacidade carcinogénica, mas depois foi aprovada em toda a Europa

    A quem se destinam sobretudo?

    Diabéticos e obesos e convém variar entre os vários tipos.